Fique Diva - Como pintar cabelo crespo sem danificar?

09/07/2018 / Publicado por Vitória Quirino

Como pintar cabelo crespo sem danificar?

É possível pintar o cabelo crespo sem danificar os fios! Basta tomar as precauções corretas e investir nos tratamentos pré e pós química

É possível pintar o cabelo crespo sem danificar os fios! Basta tomar as precauções corretas e investir nos tratamentos pré e pós química

Os cabelos crespos são naturalmente mais frágeis e finos pela dificuldade que os óleos produzidos na raiz têm de chegar até as pontas. Isso acontece porque a curvatura funciona como impeditivo para o processo. E por conta desse aspecto é extremamente importante cuidar bem das madeixas tipo 4 e 5, principalmente quando o assunto é um procedimento químico, como a coloração. Todas as etapas antes e depois da alteração de cor vão interferir no resultado e também na saúde capilar. Saiba mais!

Comece o cronograma capilar semanas antes da coloração

A primeira fase é a de prevenção, controle de danos e fortalecimento. Essa etapa é essencial para evitar problemas futuros, até porque é muito mais fácil evitar os prejuízos do que tentar correr atrás depois. Foque em tratamentos que façam as reposições que o seu cabelo mais está precisando no momento.

Para saber em qual dos três você deve prestar mais atenção é preciso se atentar aos sinais que os seus cabelos dão, caso a opacidade esteja incomodando, pode investir em nutrição e reconstrução. Assim como, quando o ressecamento for o aspecto mais destacado, o melhor a se fazer é optar pela hidratação. Quando todos os danos forem resolvidos, seu crespo estará pronto para receber a coloração.

No momento da coloração, não deixe de fazer os testes de precaução

O teste de mecha e a prova de toque não estão descritas no panfleto explicativo a toa, diva! Esses passos são importantíssimos para assegurar a saúde do seu cabelo. Com o teste de mecha você vai conseguir saber se os seus fios estão realmente prontos para suportar todo o procedimento sem romper.

O teste de mecha também é útil para conferir qual será a cor final e evitar surpresas desagradáveis com manchas ou até mesmo um tom indesejado. Já a prova de toque faz a prevenção contra alergias, vermelhidão e irritações. Ambos os testes devem ser feitos todas as vezes em que você for colorir ou retocar a tonalidade.

Não se esqueça de manter os cuidados no pós química

Se você achou que os cuidados anteriores serviriam para manter a saúde do seu crespo até a próxima coloração, está muito enganada! Agora é a hora de fazer todo o seu esforço até aqui valer a pena com uma rotina de tratamento pós química. Se sinta livre para montá-la como preferir, mas lembre-se de incluir uma reconstrução mais intensa alguns dias após a coloração, a queratina líquida pode ser uma boa aliada para essa tarefa.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram