Fique Diva - Afropunk Paris 2018: veja looks e penteados do festival que celebra a cultura negra

17/07/2018 / Publicado por Marina Couto

Afropunk Paris 2018: veja looks e penteados do festival que celebra a cultura negra

O Afropunk é um festival que surgiu em 2005, idealizado pelo tatuador americano James Sponner

O Afropunk é um festival que surgiu em 2005, idealizado pelo tatuador americano James Sponner

Inicialmente, o Afropunk começou como um documentário, expressando a visão dos jovens negros sobre o preconceito no movimento punk rock

Inicialmente, o Afropunk começou como um documentário, expressando a visão dos jovens negros sobre o preconceito no movimento punk rock

O Afropunk acontece todo ano nos Estados Unidos, mas já se espalhou para outros países do mundo

O Afropunk acontece todo ano nos Estados Unidos, mas já se espalhou para outros países do mundo

Penteados diferentões e muito estilo fazem parte da essência do afropunk

Penteados diferentões e muito estilo fazem parte da essência do afropunk

Além de música, o Afropunk também incentiva o empreendedorismo negro e uma visão política sobre o mundo

Além de música, o Afropunk também incentiva o empreendedorismo negro e uma visão política sobre o mundo

Muitas pessoas estilosas passam pelo festival com looks incríveis

Muitas pessoas estilosas passam pelo festival com looks incríveis

Vale a pena acompanhar a movimentação do festival, enquanto ele não acontece no Brasil

Vale a pena acompanhar a movimentação do festival, enquanto ele não acontece no Brasil

Penteados bafônicos e maquiagem de impacto? No Afropunk tem!

Penteados bafônicos e maquiagem de impacto? No Afropunk tem!

O Afropunk é um festival feito por negros e para negros

O Afropunk é um festival feito por negros e para negros

Além do documentário e do festival, o Afropunk também tem um site atualizado com informações de moda, política e comportamento

Além do documentário e do festival, o Afropunk também tem um site atualizado com informações de moda, política e comportamento

Na música, existem diferentes gêneros e estilos, entre eles, o punk rock. Só que, quando pensamos nesse cenário musical, não costumamos ver muitos negros no movimento, certo? Pois é, o tatuador americano James Spooner percebeu isso em meados dos anos 90 e, incomodado com os preconceitos da época, decidiu reunir outros jovens negros em um documentário para discutir sobre música e identidade. Mas essa discussão foi além da tela e virou o Afropunk Festival, um evento gigante de celebração da cultura negra, com edições em diferentes países. Quer saber mais? A gente te conta!

O Afropunk começou como um documentário em 2003

Antes de se tornar um festival grandioso e celebrado em diferentes partes do mundo, o Afropunk começou como um documentário. Idealizado e dirigido pelo tatuador americano James Spooner, o filme de mesmo nome trouxe à tona a visão de jovens negros que também se sentiam excluídos do cenário musical de punk rock, além de contar um pouco das histórias pessoais de cada um, incluindo o próprio James.

Com o sucesso do documentário, o Afropunk tomou proporções maiores e, dois anos depois da estreia, saiu da telinha para se tornar um festival a céu aberto, celebrando a cultura negra em diferentes esferas.

Cores, estilo, empreendedorismo negro, música e política no Afropunk

Apesar de ter começado como um movimento cultural punk, carregando a essência no nome, o evento não se restringe apenas ao rock. Pelo contrário! Esqueça as roupas pretas e o ritmo pesadão e pense em um ambiente com muita cor, penteados diferentões e muito estilo. Pensou? O Afropunk é tudo isso e mais!

Feito por negros e para negros, o festival também traz reflexões sobre o contexto político e social, além de valorizar o trabalho dos afroempreendedores. Isso, claro, ao som de cantores negros que se destacam no mundo da música.

 

O Afropunk tem edições espalhadas por diferentes países

Infelizmente, meninas, o Afropunk não tem no Brasil. Ainda! Mas, pelas redes sociais, é possível acompanhar toda a movimentação dos looks e das pessoas estilosas na gringa, já que o festival acontece todo ano em diferentes países.

A primeira edição aconteceu no Brooklyn, em Nova York, e seguiu assim durante vários anos. Porém, como o crescimento do festival, rolam outras edições em variados lugares, como Paris, Londres, Atlanta e até mesmo na África do Sul.   

 

Ver mais:

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram