Fique Diva - Alergia no couro cabeludo por causa de coloração: saiba como cuidar do problema

02/03/2018 / Publicado por Vitória Quirino

Alergia no couro cabeludo por causa de coloração: saiba como cuidar do problema

Atenção com a alergia às colorações! Faça sempre a prova de toque, leia bem o folheto, espace o tempo entre as químicas e mude de visual de forma saudável

Atenção com a alergia às colorações! Faça sempre a prova de toque, leia bem o folheto, espace o tempo entre as químicas e mude de visual de forma saudável

As colorações em geral, tanto permanente quanto sem amônia, são procedimentos químicos e por isso, podem gerar alergias. Nem sempre as meninas conseguem fazer a associação direta dos sintomas com o cosmético usado para trocar a pigmentação dos fios. Isso acontece porque os primeiros sinais de alergia podem aparecer até três dias após a aplicação. Fique atenta a qualquer alteração no couro cabeludo, na sua pele ou irritação nos olhos. Vem com a gente acompanhar algumas dicas para identificar a alergia e de como lidar com ela. Confira!

Faça sempre a prova de toque antes das colorações

A prova de toque é a ferramenta mais importante para identificar se você pode ter reações com a coloração. Mas, não caia na cilada de fazê-lo apenas uma vez. Mesmo que use sempre o mesmo produto, de apenas uma marca, realize a prova toda vez que for colorir e até mesmo retocar as madeixas.

Para fazer a prova de toque basta aplicar um pouco da coloração, já preparada, na área da nuca, antebraço ou atrás das orelhas. Espere de 30 a 45 minutos e depois limpe a área lavando com bastante água. Depois é só observar o local por 48 horas, se não houverem coceiras, irritações ou ardências, isso significa que o produto não causa alergias em você e o seu uso está permitido.

Uma publicao compartilhada por EN (@eya.nch) em

Se for alérgica, não insista no uso da coloração ou tonalizante

Caso você já esteja ciente da alergia ao cosmético, não continue o uso. Tomar antialérgicos antes da coloração para evitar os sintomas é uma prática extremamente prejudicial a sua saúde e não deve ser feita em nenhuma hipótese. Se você realmente não quer parar de colorir os fios, procure a ajuda de um dermatologista, mas nunca tome medicações por conta própria.

 

Leia bem o folheto explicativo para não cometer nenhum erro de aplicação

Quando se trata de coloração, é essencial seguir todas as indicações do fabricante. Nada, de tentar inovar na aplicação deixando o produto mais tempo ou fazendo as etapas do seu jeito. Combinado, diva? As informações descritas no folheto explicativo estão lá por um motivo e não custa nada dar uma olhada. Seus fios vão agradecer!

 

Caso use mais de uma química nos fios, espace as o tempo entre elas

O papo agora é com quem usa mais de um processo químico nos fios. Misturar composições diferentes nas madeixas pode gerar a incompatibilidade química, e ela também é capaz de gerar alergias. Se você faz algum tipo de alisamento, progressiva, relaxamento ou permanente e também utiliza coloração ou tonalizante, a sugestão é não aplicá-las no mesmo dia.

Dê um tempo de pelo menos 15 dias entre elas. Assim, caso surja alguma reação, será muito mais fácil identificar o produto que a gerou. Mas, tenha em mente que problemas extremos devem ser tratados por um médico.

 

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram