Fique Diva - Cabelo cacheado não é moda! Entenda por que a transição capilar mudou a vida de muitas mulheres

01/09/2016 / Publicado por Nayanne Louise

Cabelo cacheado não é moda! Entenda por que a transição capilar mudou a vida de muitas mulheres

Muitas pessoas não conseguem ver a transição capilar em alta como um movimento positivo de aceitação. Por isso acham, de forma precipitada, que não passa de uma moda

Muitas pessoas não conseguem ver a transição capilar em alta como um movimento positivo de aceitação. Por isso acham, de forma precipitada, que não passa de uma moda

Todas mundo sabe que a moda está em mudança constante, colocando as tendências num status de desatualizada e de inadequada rapidamente. Por isso mesmo, a tentativa de enquadrar a transição capilar como "moda" e só como "moda" é vista como negativa por quem fez parte desse movimento

Todas mundo sabe que a moda está em mudança constante, colocando as tendências num status de desatualizada e de inadequada rapidamente. Por isso mesmo, a tentativa de enquadrar a transição capilar como "moda" e só como "moda" é vista como negativa por quem fez parte desse movimento

Vamos explicar: a moda é passageira, tem data para começar e para terminar, coloca seus "fashionistas sob a pena de mudarem ou serem deixados para trás. Já o seu cabelo natural é algo que representa a sua identidade e que você levará para a vida toda

Vamos explicar: a moda é passageira, tem data para começar e para terminar, coloca seus "fashionistas sob a pena de mudarem ou serem deixados para trás. Já o seu cabelo natural é algo que representa a sua identidade e que você levará para a vida toda

A descoberta do seu cabelo afro que estava esquecido nos últimos anos significa também identidade, autoestima recuperada, aceitação e uma nova vida

A descoberta do seu cabelo afro que estava esquecido nos últimos anos significa também identidade, autoestima recuperada, aceitação e uma nova vida

Por isso é tão comum que uma cacheada, depois de passar pela transição capilar, queira incentivar outras "irmãs" a fazerem o mesmo

Por isso é tão comum que uma cacheada, depois de passar pela transição capilar, queira incentivar outras "irmãs" a fazerem o mesmo

Foi a partir dessa iniciativa que surgiram os grupos, encontros, canais de discussões, tira dúvidas, qualquer coisa que estiver a seu alcance para que outras possam se beneficiar do mesmo. Uma verdadeira irmandade onde uma apoia a outra, sabe?

Foi a partir dessa iniciativa que surgiram os grupos, encontros, canais de discussões, tira dúvidas, qualquer coisa que estiver a seu alcance para que outras possam se beneficiar do mesmo. Uma verdadeira irmandade onde uma apoia a outra, sabe?

Você já notou que os cabelos black power e cacheados têm se destacado cada vez mais por aí? Depois do boom de alisamentos definitivos e progressivos que surgiram nos anos 2000, as donas de fios alisados começaram a se questionar: “Será que eu aliso meu cabelo para ter mais facilidade ou para me incluir em um grupo imposto pela sociedade?”. Acontece que muitas pessoas não conseguem ver isso como um movimento positivo de aceitação e acham, de forma precipitada, que não passa de uma moda.

Por que o cabelo cacheado não é moda

Todo mundo sabe que a moda está em mudança constante, colocando as tendências num status de desatualizada rapidamente. Por isso mesmo, a tentativa de enquadrar a transição capilar como “moda” é vista como negativa por quem fez parte desse movimento.

Vamos explicar: a moda é passageira, tem data para começar e para terminar. Já o seu cabelo natural é algo que representa a sua identidade e que você levará para a vida toda. Portanto, por mais que seja um assunto em alta, dizer que alguém assumiu os cachos para entrar na onda é muito feio, é falta de informação e é um pré-conceito. 

A irmandade cacheada é real

A descoberta do seu cabelo afro que estava esquecido nos últimos anos significa também identidade, autoestima recuperada, aceitação e uma nova vida. Por isso é tão comum que uma cacheada, depois de passar pela transição capilar, queira incentivar outras "irmãs" a fazerem o mesmo. Foi a partir dessa iniciativa que surgiram os grupos, encontros, canais de discussões, tira dúvidas, qualquer coisa que estiver a seu alcance para que outras possam se beneficiar do mesmo. Uma verdadeira irmandade onde uma apoia a outra, sabe?

Assumir os cachos é como se libertar de um passado

O Fique Diva já conversou com muitas meninas que fizeram a transição e a palavra mais citada por todas elas foi “libertação”. Você pode imaginar como deve ser difícil crescer ouvindo que seu cabelo é feio e “duro” e diferente de grande parte das adolescentes? Pois é, mas esse foi o ponto inicial de quase todas as leitoras para se livrar da química.

Depois de tanto tempo em transição, a leitora Glaura Bruna contou ao Fique Diva que faz dois anos que está sem nenhum tipo de química no cabelo e a satisfação não poderia ser melhor. "A melhor parte de todo esse esforço é a sensação de liberdade. Você passa anos refém de algo e agora não existe mais aquela 'prisão'. Hoje posso ir à praia sem preocupação, posso sentir a chuva, não tenho mais aquela preocupação em fazer chapinha. Sou livre, 100% eu mesma", vibrou a consultora.

Não há nenhum problema em preferir alisar o cabelo

Se você prefere o visual liso, tudo bem, não há problema nenhum nisso. Cada um pode e deve fazer o que a faz se sentir mais completa. Mas se você passou a fazer isso para se enquadrar em algum padrão, precisamos rever se isso realmente a faz feliz.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram