Fique Diva - Estudante Luiza Gibson faz Instagram para mostrar sua transição capilar e incentiva outras meninas: 'Muita gente veio falar comigo'

01/11/2017 / Publicado por Stephanie Vieira

Estudante Luiza Gibson faz Instagram para mostrar sua transição capilar e incentiva outras meninas: 'Muita gente veio falar comigo'

Luiza Gibson, de 23 anos, decidiu fazer sua transição capilar após oito anos alisando o cabelo

Luiza Gibson, de 23 anos, decidiu fazer sua transição capilar após oito anos alisando o cabelo

Na foto, o resultado do último corte que a Luiza fez. Ainda faltam algumas partes lisas, mas ela está ainda mais linda!

Na foto, o resultado do último corte que a Luiza fez. Ainda faltam algumas partes lisas, mas ela está ainda mais linda!

Luiza começou a alisar o cabelo com 15 anos

Luiza começou a alisar o cabelo com 15 anos

Ela decidiu começar sua transição capilar após seu último alisamento, em novembro de 2016

Ela decidiu começar sua transição capilar após seu último alisamento, em novembro de 2016

Luiza recorreu ao babyliss para disfarçar as duas texturas no cabelo

Luiza recorreu ao babyliss para disfarçar as duas texturas no cabelo

'Eu corto meu cabelo de dois em dois meses para tirar partes lisas, não tenho muito apego a isso, não. Então ele já está quase 100% natural devido a esses cortes. Preferi fazer aos pouquinhos', contou Luiza

'Eu corto meu cabelo de dois em dois meses para tirar partes lisas, não tenho muito apego a isso, não. Então ele já está quase 100% natural devido a esses cortes. Preferi fazer aos pouquinhos', contou Luiza

A transição capilar da Luiza incentivou uma amiga largar a química e assumir as ondas do seu cabelo

A transição capilar da Luiza incentivou uma amiga largar a química e assumir as ondas do seu cabelo

Passar pela transição capilar é um momento que transforma qualquer pessoa. Para a estudante de veterinária Luiza Gibson não foi diferente. A jovem foi além e criou um Instagram, o @lunatransicao, para compartilhar com parentes, amigos e desconhecidos cada sentimento, corte e cachos que estão aparecendo nessa fase tão especial na vida dela. O Fique Diva conversou com a jovem de 23 anos e ela explicou como está sendo se amar ainda mais!

Luiza alisou os cachos por oito anos antes de resolver fazer a transição capilar

A sequência de alisamentos começou quando Luiza tinha apenas 15 anos. Com a falta de prática na hora de cuidar dos cachinhos, ela preferiu recorrer à química. Hoje, após oito anos alisando os fios, Lu está em transição há 10 meses. A decisão aconteceu em novembro de 2016, logo após alisar as madeixas no salão. Ela notou que passar tantas horas fazendo o procedimento já não estava dando o resultado esperado.

“Decidi fazer minha transição no mesmo dia que fiz a última química. Me olhei no espelho do salão e pensei: ‘Nossa, passo horas aqui para ter meu cabelo liso. Não me sinto confortável passando todo esse tempo aqui, e nem tenho mais o resultado que eu tanto amava antigamente, fico com o cabelo muito escorrido’ “, explicou Luiza.

Você não é obrigada a fazer o big chop, tá?

Durante a sua transição, você não é obrigada a nada e deve fazer o que se sentir melhor com as suas madeixas, sim! Luiza optou por não fazer o famoso big chop. A estudante achou mais confortável cortar as partes lisas aos poucos. “Não penso muito no big chop porque, diferente de algumas pessoas que passam pela transição, eu corto meu cabelo de dois em dois meses para tirar partes lisas, não tenho muito apego a isso, não. Então ele já está quase 100% natural devido a esses cortes. Preferi fazer aos pouquinhos”, contou a jovem.

Luiza fez babyliss para disfarçar a diferença de texturas

A diferença de texturas faz parte da rotina de qualquer pessoa que passa pela transição capilar. Ela acontece quando as madeixas cacheadas começam a crescer e o comprimento ainda possui química. Luiza achou uma solução, que deu bastante certo no início: o babyliss. “Eu passava babyliss nas pontas lisas para dar uma disfarçada. Mas, agora, não estou precisando, pois como cortei boa parte do liso, só as pontinhas estão com química. Então, estou passando cremes de pentear e amassando para os cachinhos começarem a tomar forma. Também faço hidratações semanais no meu cabelo”, revelou Luiza.

O Instagram que ela criou fez outras meninas se interessarem pela transição capilar

A princípio, a página na rede social era somente para Luiza guardar as fotos desse momento, mas muitas pessoas se interessaram pela transição capilar, e a jovem acabou incentivando uma amiga a fazer a mudança. “Na verdade, eu fiz o Instagram mais para guardar as fotos mesmo pra mim mesmo. Mas muita gente veio falar comigo! Me deram muita força e quiseram saber mais como estou lidando com esse processo de transição. Até uma amiga minha, que tem o cabelo ondulado, decidiu parar com a química. Eu a incentivei muito para isso”.

A mudança da transição capilar começa de dentro para fora

O sentimento de liberdade que a transição dá é incrível e com a Luiza não foi diferente. Ela começou a se sentir melhor com ela mesma! Realmente é uma transformação de dentro para fora. “Notei muita mudança na minha autoestima. Passei a não me preocupar tanto com o que os outros pensam, pois diversas vezes eu saí com o cabelo bem bagunçado. Só quem passa pela transição sabe que tem dias que o cabelo tá de mau humor. Também notei meu cabelo crescendo saudável, e os cachinhos logo começaram a aparecer”, finalizou.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram