Fique Diva - Mulher baixinha pode usar saia mídi? Sim! Veja dicas de estilo de como montar um look perfeito com a peça

11/11/2016 / Publicado por Marina Couto

Mulher baixinha pode usar saia mídi? Sim! Veja dicas de estilo de como montar um look perfeito com a peça

A saia midi é uma das peças que mais geram dúvidas entre as mulheres, porque as mais baixinhas acham que o comprimento achata a silhueta. Vamos desconstruir essa ideia de uma vez por todas?

A saia midi é uma das peças que mais geram dúvidas entre as mulheres, porque as mais baixinhas acham que o comprimento achata a silhueta. Vamos desconstruir essa ideia de uma vez por todas?

Como esclarece a consultora Aline Massa, mídi é o nome dado para as peças com comprimentos entre a altura dos joelhos e dos tornozelos, podendo ter vários tamanhos dentro desse limite

Como esclarece a consultora Aline Massa, mídi é o nome dado para as peças com comprimentos entre a altura dos joelhos e dos tornozelos, podendo ter vários tamanhos dentro desse limite

No entanto, se você está ainda está preocupada em não ficar achatada com uma saia mídi, existem, sim, algumas dicas que podem te ajudar a perder esse medo

No entanto, se você está ainda está preocupada em não ficar achatada com uma saia mídi, existem, sim, algumas dicas que podem te ajudar a perder esse medo

"Com relação a estampas e detalhes, as mais estampadas ou com babados podem aumentar visualmente os quadris, mas isso também não é um problema! Eu mesma uso saias estampadas e plissadas vestindo manequim 48 e adoro!", contou Aline

"Com relação a estampas e detalhes, as mais estampadas ou com babados podem aumentar visualmente os quadris, mas isso também não é um problema! Eu mesma uso saias estampadas e plissadas vestindo manequim 48 e adoro!", contou Aline

Nos sapatos, aposte nos saltos, em modelos que deixam o peito do pé livre, como sapatilhas e mocassins, ou naqueles com tons próximos à cor da pele

Nos sapatos, aposte nos saltos, em modelos que deixam o peito do pé livre, como sapatilhas e mocassins, ou naqueles com tons próximos à cor da pele

De acordo com a consultora, terceiras peças, como cardigãs, blazers e coletes, quando usadas abertas, criam duas linhas verticais que também são ótimas para alongar a silhueta

De acordo com a consultora, terceiras peças, como cardigãs, blazers e coletes, quando usadas abertas, criam duas linhas verticais que também são ótimas para alongar a silhueta

A grande vantagem da saia mídi é que ela é um modelo superdemocrático. Seja em ambientes mais sérios, no trabalho ou em looks mais descontraídos, ela combina com tudo

A grande vantagem da saia mídi é que ela é um modelo superdemocrático. Seja em ambientes mais sérios, no trabalho ou em looks mais descontraídos, ela combina com tudo

A moda deveria ser um espaço de liberdade de expressão, em que cada uma se veste do jeito que se sente bem. Mas sabemos que nossa sociedade ainda é cheia de imposições e preconceitos. Com isso, muitas mulheres ainda se perguntam: será que posso usar isso? Será que aquilo fica bem no meu corpo? A saia midi é uma das peças que mais geram dúvidas, porque as mais baixinhas acham que o comprimento achata a silhueta. Vamos desconstruir essa ideia de uma vez por todas? Quem vai nos ajudar nessa missão é a consultora de estilo Aline Massa. Assim como os cortes de cabelo, ela vai mostrar que a peça está liberada para as pequeninas, sim - e para quem mais quiser usar - e deixou várias dicas preciosas para as leitoras do Fique Diva!

Não existe um tamanho certo para a saia mídi

Como esclarece Aline, mídi é o nome dado para as peças com comprimentos entre a altura dos joelhos e dos tornozelos, podendo ter vários tamanhos dentro desse limite. “Dependendo da altura de quem veste, a peça pode ficar mais curta ou mais comprida”. E nada de confundir o modelo com a saia lápis: “A diferença é que a saia lápis é aquela mais sequinha, ajustada aos quadris, independente de comprimento. Pode ou não ser mídi”.

As baixinhas podem e devem usar o que quiser!

A consultora é categórica ao defender o fim do discurso do “pode ou não pode” quando se fala de moda. “Acredito que se a peça se enquadra no estilo da pessoa, independente da moda ou do tipo físico dela, ela é superlivre para usar! Outro ponto importante é se esforçar para levar menos em conta essas imposições de que devemos buscar uma silhueta alongada e mais fina em tudo que usamos. Afinal, quem disse que precisamos e queremos parecer mais altas e magras, não é?”.

No entanto, se você está ainda está preocupada em não ficar achatada com uma saia mídi, existem, sim, algumas dicas que podem te ajudar a perder esse medo. Usar a peça em looks monocromáticos e investir nas saias com a cintura mais alta e mais marcada deixam a silhueta mais alongada. “Com relação a estampas e detalhes, as mais estampadas ou com babados podem aumentar visualmente os quadris, mas isso também não é um problema! Eu mesma uso saias estampadas e plissadas vestindo manequim 48 e adoro!”, contou Aline. Nos sapatos, aposte nos saltos, em modelos que deixam o peito do pé livre, como sapatilhas e mocassins, ou naqueles com tons próximos à cor da pele.

Tudo depende do estilo da pessoa e da ocasião

A grande vantagem da saia mídi é que ela é um modelo superdemocrático. Seja em ambientes mais sérios, no trabalho ou em looks mais descontraídos, ela combina com tudo. “Antigamente, a saia era associada aos espaços bem formais e sóbrios, mas agora você consegue montar looks bacanas dentro de praticamente qualquer estilo!”.

Segundo Aline, se você quiser usá-la no trabalho ou deixar a saia ainda mais elegante, vale combinar com camisas de botão ou blusas de tecido plano. Agora, se o seu objetivo é criar um visual mais divertido, abuse dos tops cropped, camisetas, rasteirinhas e tênis. Vai ficar linda! Ah! Os acessórios modernos, como brincos e colares coloridos, complementam o look e são ótimas opções.

Já estou com vontade de usar. Conta mais, Aline!

A profissional também deu uma dica extra para as baixinhas que querem muito usar a saia midi, mas ainda estão com receio. “Terceiras peças, como cardigãs, blazers e coletes, quando usadas abertas, criam duas linhas verticais que também são ótimas para alongar a silhueta”.

Aline ainda deixou um recado bem especial para as nossas leitoras: “A moda precisa ser mais inclusiva e a cada dia que passa temos mais referências bacanas de mulheres com diversos tipos físicos arrasando com todo tipo de peça. O importante para usar qualquer peça é gostar dela e se identificar com a proposta. Não use nada que não goste, porque seu estilo vem sempre antes da moda. Mas, se você adora, se joga! Quando aquilo que a gente usa reflete nossa personalidade e nos faz sentir bonitas, então é a peça certa!”. Fica a dica!

Para saber mais do trabalho da consultora de estilo, acompanhe a Aline pelas redes sociais:

Instagram: @aline.massa
Facebook: Aline Massa

Ver mais:

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram