Fique Diva - Qual a diferença entre coloração permanente e tonalizante? Descubra e escolha o melhor para os seus cabelos!

17/03/2016 / Publicado por Nayanne Louise

Qual a diferença entre coloração permanente e tonalizante? Descubra e escolha o melhor para os seus cabelos!

O tonalizante é utilizado para mudar o tom do cabelo, realçar aquela coloração que já está apagadinha ou até mesmo dar um brilho maravilhoso aos fios naturais

O tonalizante é utilizado para mudar o tom do cabelo, realçar aquela coloração que já está apagadinha ou até mesmo dar um brilho maravilhoso aos fios naturais

A coloração permanente, por sua vez, age dentro da fibra capilar e muda a cor dos fios de forma duradoura

A coloração permanente, por sua vez, age dentro da fibra capilar e muda a cor dos fios de forma duradoura

.

.

A coloração permanente é perfeita para quem quer transformar totalmente a tonalidade das madeixas e cobrir 100% dos fios brancos

A coloração permanente é perfeita para quem quer transformar totalmente a tonalidade das madeixas e cobrir 100% dos fios brancos

Por ter uma baixa concentração de água oxigenada e não conter amônia, as cutículas dos fios abrem menos e impedem que o tonalizante penetre

Por ter uma baixa concentração de água oxigenada e não conter amônia, as cutículas dos fios abrem menos e impedem que o tonalizante penetre

O resultado disso é que o tonalizante forma uma camada de pigmento por cima do fio, por isso desbotam mais facilidade

O resultado disso é que o tonalizante forma uma camada de pigmento por cima do fio, por isso desbotam mais facilidade

Você já deve ter ouvido falar em diversas formas de pintar os cabelos. Entre as mais conhecidas (e recomendadas) estão a coloração permanente e a tonalizante. Apesar de muita gente confundi-las, existem muitas diferenças na composição química e no resultado dessas colorações. Confira a matéria do Fique Diva e fique expert no assunto! 

Tonalizante realça o tom, mas não muda a cor

O tonalizante é utilizado para mudar o tom do cabelo, realçar aquela coloração que já está apagadinha ou até mesmo dar um brilho maravilhoso aos fios naturais. Porém, isso não quer dizer que ele irá modificar a cor. Como assim, Fique Diva? Por ter uma baixa concentração de água oxigenada e não conter amônia, as cutículas dos fios abrem menos e impedem que o produto penetre. O resultado disso é que o tonalizante forma uma camada de pigmento por cima do fio, por isso desbotam mais facilidade. Essa é a opção perfeita para quem quer reacender o visual!

Por ter essa ação superficial, os resultados ficam melhores quando a tonalidade aplicada é bem parecida com a cor natural das suas madeixas. A coloração da superfície, apesar de agredir menos, cobre apenas 70% dos fios brancos. É por isso que o tempo de retoque entre uma aplicação e outra deve ser menor.

Coloração permanente muda a cor de forma duradoura

A coloração permanente, por sua vez, age dentro da fibra capilar e muda a cor dos fios de forma duradoura, por isso, é perfeita para quem quer transformar totalmente a tonalidade das madeixas e cobrir 100% dos fios brancos. Diferente do tonalizante, a permanente contém amônia e não é compatível com todo tipo de química. Então, se você fez uso de henna, hennê ou composições com hidróxido de sódio recentemente, o ideal é esperar todo o cabelo crescer novamente para, enfim, pintar com a nova cor.

Vale lembrar que a coloração permanente abre até 2 tons a cor dos cabelos naturais, portanto, se sua intenção é clarear além disso, o ideal é fazer uma descoloração ou uma decapagem, no caso das madeixas anteriormente tingidas. Em cabeleiras virgens, a primeira aplicação já pode ficar bem próxima à cor da caixinha.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram