Fique Diva - Reconstrução capilar para cabelos com química: saiba para o que serve e como fazer

04/06/2019 / Publicado por Ariel Borges

Reconstrução capilar para cabelos com química: saiba para o que serve e como fazer

Descubra os benefícios da reconstrução capilar para o cabelo quimicamente tratado (Foto: Instagram @lipstickncurls)

Descubra os benefícios da reconstrução capilar para o cabelo quimicamente tratado (Foto: Instagram @lipstickncurls)

A reconstrução capilar precisa de alguns cuidados (Foto Instagram: @jackieaina)

A reconstrução capilar precisa de alguns cuidados (Foto Instagram: @jackieaina)

A reconstrução repara e renova as fibras capilares (Foto Instagram: @chloeboucher)

A reconstrução repara e renova as fibras capilares (Foto Instagram: @chloeboucher)

É indicada para quem faz alisamento, relaxamento ou colore os fios com frequência (Foto: Instagram: @nicoleguerriero)

É indicada para quem faz alisamento, relaxamento ou colore os fios com frequência (Foto: Instagram: @nicoleguerriero)

Desde que foi "descoberto", o cronograma capilar se tornou uma das principais opções de cuidado para cabelos naturais ou quimicamente tratados. Mas o que torna esse tratamento intercalado tão efetivo é que ele pode ser adaptado para as necessidades específicas de cada tipo de cabelo. No caso de quem faz alisamentos, relaxamento ou colore os fios com frequência, a reconstrução capilar é um dos principais processos. Quer saber o porquê? Dá uma olhada aqui embaixo e descubra mais sobre o processo!

A reconstrução capilar ajuda a manter a saúde dos fios alisados

Como o próprio nome deixa claro, o principal objetivo da reconstrução capilar é reparar e reconstruir a fibra capilar que foi modificada pelos processos químicos. É comum que, no processo para alisar, relaxar ou mudar a cor — principalmente para tons mais claros — o cabelo perca um pouco de proteínas como a queratina. Além disso, ele também pode ficar com as cutículas abertas, o que dificulta a absorção de outros tratamentos como a hidratação e a nutrição. A reconstrução atua repondo as proteínas e selando os fios, algo que, além de garantir a saúde das madeixas, também melhora a aparência dos fios e diminui o aspecto ressecado que pode surgir depois de uma transformação.

Fique atenta e siga a frequência ideal de reconstruções capilares

Mesmo que seja um processo cheio de benefícios para os cabelos, a reconstrução capilar não pode ser realizada com a mesma frequência das hidratações e nutrições. Esse cuidado deve existir porque o excesso de queratina pode enrijecer os fios a ponto deles ficarem mais propensos à quebra com os menores estímulos, como a hora de desembaraçar ou de prender com um elástico. O intervalo ideal para o cabelo saudável é de duas em duas semanas, mas no caso de fios muito danificados, você pode fazer uma vez por semana até ele se recuperar. Depois disso, volte para o intervalo normal de duas semanas. Em cada uma das repetições, você pode variar as formas de fazer a reconstrução capilar. Uma das principais é a com queratina líquida aplicada diretamente nos fios, mas você também pode usar uma máscara concentrada de reconstrução ou uma receitinha caseira da sua preferência. 

O cabelo quimicamente tratado também precisa de outros cuidados

Mesmo quando você usa o cabelo natural, manter os fios saudáveis e bonitos geralmente pede uma série de cuidados e hábitos que vão além dos tratamentos feitos com produtos específicos. Não é diferente no caso dos fios alisados: a reconstrução capilar é, de fato, essencial e o cronograma inteiro também tem seu valor no dia a dia, mas não para por aí. Se você faz alisamento, para evitar as pontas duplas e o ressecamento dos fios, uma boa tática é não usar ferramentas de calor diariamente e sempre aplicar o protetor térmico antes da escova, chapinha ou babyliss. Aumente os cuidados nos períodos de férias, em que os cabelos vão ficar bastante tempo em contato com o sol e a água com cloro da piscina. Por último, no dia a dia, evite o uso de água muito quente na hora de lavar, já que as temperaturas altas em excesso podem ressecar os fios ou fazer a produção de oleosidade do couro cabeludo aumentar.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram