Fique Diva - 5 coisas que você pode fazer no cabelo com 6 meses de transição capilar

18/04/2022 / Publicado por Amanda Cardoso

5 coisas que você pode fazer no cabelo com 6 meses de transição capilar

6 meses de transição capilar: veja 5 coisas para fazer no cabelo ao chegar nessa fase (Foto: Istagram @naturally.nish)

6 meses de transição capilar: veja 5 coisas para fazer no cabelo ao chegar nessa fase (Foto: Istagram @naturally.nish)

Os 6 meses de transição capilar são perfeitos para mudar o cronograma (Foto: Instagram @kristina.manners)

Os 6 meses de transição capilar são perfeitos para mudar o cronograma (Foto: Instagram @kristina.manners)

Aproveite os 6 meses de cronograma capilar para aparar as pontas lisas ou fazer o big chop (Foto: Instagram @chloeestherchevalier)

Aproveite os 6 meses de cronograma capilar para aparar as pontas lisas ou fazer o big chop (Foto: Instagram @chloeestherchevalier)

Os 6 meses da transição capilar são um momento de virada no processo de volta aos cachos naturais. É a partir desse período que você começa a ter mais intimidade com a textura real dos seus cabelos naturais e passa a entender suas características sem influência da química. Com 6 meses de transição capilar, a raiz do cabelo já está mais comprida, o que possibilita tomar algumas decisões sobre corte e big chop.

Pensando em tudo isso, separamos 5 dicas de coisas que você pode e deve fazer ao bater os seis meses da transição capilar, desde tratamento até corte e finalização. Confira!

1. Os 6 meses do cronograma capilar são ideais para mudar os produtos

Muitas mulheres em transição capilar apostam no cronograma para auxiliar no processo de volta aos cachos naturais e recuperar a saúde dos fios após anos usando química. Se esse é o seu caso, os 6 meses de transição são o momento ideal para mudar os produtos utilizados, já que os fios vão estar menos fragilizados e com novas necessidades.

Além disso, a sua raiz natural vai estar maior, por isso, é um bom momento para começar a incluir produtos específicos para cabelos cacheados na rotina. De forma geral, cabelos cacheados e crespos são mais propensos ao frizz e a serem secos nas pontas. Por isso, máscaras nutritivas, ricas em óleos e manteigas vegetais como o óleo de linhaça e manteiga de karité são boas apostas. Faça essas escolhas observando a textura natural dos seus fios e quais são as principais características dele.

2. Mude a ordem do seu cronograma capilar quando chegar aos 6 meses de transição

A mudança nas necessidades e na textura do cabelo após os primeiros 6 meses de transição capilar também pode pedir uma mudança na ordem do seu cronograma. Por exemplo, se você faz uma reconstrução por semana - já que os fios ainda estavam fragilizados pela química -, pode agora reduzir a frequência desse tratamento para uma vez a cada 15 dias ou até mesmo uma vez por mês. Tudo vai depender do estado de saúde das suas madeixas, diva.

O mesmo vale para a hidratação e para a nutrição: se sentir que suas madeixas estão precisando mais de água do que de óleos (ou vice e versa), reorganize a ordem do seu cronograma capilar e dê prioridade para o que os seus fios mais precisam no momento.

3. Aproveite o crescimento da raiz natural para testar novas finalizações no cabelo

Com a raiz crescida e sua textura natural bem aparente, os 6 meses da transição capilar são perfeitos para começar a testar novas finalizações e até mesmo penteados, diva. Além da fitagem, vale experimentar técnicas de texturização como os twists, os coquinhos conhecidos como bantu knots, e o plopping.

Aproveite esse momento também para incluir um creme para pentear para cabelos cacheados e crespos na sua rotina e outros produtinhos específicos para definição e volume, como um pudim de definição ou uma gelatina de volumão.

4. Aos 6 meses de transição você pode começar a tirar as pontas lisas dos cabelos

Quer começar a se livrar das suas texturas do cabelo? Os 6 meses de transição capilar são um ótimo momento para começar a cortar as pontas dos fios e remover a parte alisada. Esse processo de cortar as pontas alisadas aos poucos é ideal para as mulheres que ainda não se sentem prontas para fazer o big chop e apostar em um corte de cabelo curto logo de cara.

5. Os 6 meses de transição capilar são uma boa oportunidade para fazer o big chop

Uma das principais dúvidas das cacheadas e crespas em transição é quando fazer o big chop. Embora não exista uma data específica, os 6 meses de transição capilar são considerados um dos melhores momentos para fazer o grande corte e tirar toda a parte alisada do cabelo de uma vez. A razão para isso é que é justamente nesse período que tem um melhor conhecimento do seu cabelo natural e já sabe como lidar com ele, tanto na hora de tratar quanto de finalizar. Por isso, não terá muitas surpresas após o corte e saberá exatamente o que fazer para curtir o visual novo.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #MUDEICOMCORETON no Instagram