Fique Diva - Estou me sentindo mal, o que fazer? 5 dicas para melhorar o seu dia

12/04/2019 / Publicado por Vitória Quirino

Estou me sentindo mal, o que fazer? 5 dicas para melhorar o seu dia

Todo mundo passa por dias ruins e saber como lidar com essas situações faz toda a diferença para conseguir sair da bad

Todo mundo passa por dias ruins e saber como lidar com essas situações faz toda a diferença para conseguir sair da bad

Ninguém é feliz o tempo inteiro e ter um dia ruim infelizmente faz parte do cotidiano. Seja por problemas na escola, faculdade, trabalho, com a família ou apenas cansaço físico e mental, todos estão sujeitos a se sentir mal. E o que pode fazer toda a diferença é a maneira com que lidamos com tudo isso. Cada pessoa possui seu próprio jeito de processar os sentimentos, então o importante é estar sempre testando novas formas de voltar a se sentir bem. Com o tempo, você vai conseguir encontrar o seu próprio ritmo e passar pelas adversidades da vida com maior tranquilidade. Então, vem com a gente conferir 5 dicas para melhorar o seu dia!

1. Sinta a tristeza e monte uma playlist para os dias ruins

O primeiro passo para seguir em frente é assumir a sua tristeza. Pare de tentar agir como se nada estivesse acontecendo e se permita sentir esse momento. Em seguida você pode montar uma playlist para os dias ruins. A música é uma ótima válvula de escape para o dia a dia e a playlist certa pode te ajudar a levantar o moral. Faça um mix entre canções mais lentas, músicas dos seus artistas preferidos e encerre em grande estilo com as composições que você sabe que elevam seu estado de espírito.

2. Separe um tempo para você, que tal um spa day em casa?

Se estiver mal em um dia que você não tem nenhum compromisso importante, cancele tudo e separe esse tempo para você. O autocuidado muitas vezes é necessário para entender que você é importante e também merece carinho, mesmo que o mundo não te devolva esse amor de volta. Separe um momento para fazer um dia de spa em casa, faça as unhas, cuide dos cabelos, invista naquela máscara facial que você sempre quis testar e se ame um pouco. E prometa para você mesma que vai parar de pensar em todos enquanto se coloca em segundo plano.

3. Compre ou prepare a sua comfort food

O paladar também é um sentido que pode ser explorado na sua busca por um pouquinho mais de felicidade. Mas vale lembrar que não estamos nos referindo a qualquer tipo de distúrbio alimentar ou atitude compulsiva com a comida. O foco aqui é separar um tempinho para cozinhar a sua comida preferida, que te traz mais conforto e acalenta o seu coraçãozinho. Porém, se você não souber fazer a sua comfort food, está tudo bem em comprar o item. Faça um almoço ou jantar especial e aproveite a sua própria companhia. E se estiver se sentindo sozinha, chame o seu melhor amigo para desfrutar desse banquete especial com você!

4. Assista suas séries e filmes preferidos

Assim como existe o conceito de comfort food, por que não recorrer à sua “comfort série” ou “comfort filme”? Brincadeiras à parte, assistir as aventuras dos seus personagens preferidos pode ser uma ótima forma de relaxar e esquecer um pouco os problemas da rotina estressante do cotidiano. E se as séries e os filmes não forem a sua praia, pode escolher um livro, vídeo do Youtube e até mesmo uma novelinha. O importante é desligar um pouco a mente por alguns minutos.

5. Converse com os seus amigos e familiares mais próximos

Segurar todo o peso do mundo nas costas não faz bem para ninguém. Se você é uma pessoa mais introvertida ou que não gosta de expor seus problemas e demonstrar fraquezas, é preciso entender que em alguns momentos é preciso ceder. Divida suas questões com os amigos e familiares mais próximos e não tenha medo de pedir ajuda quando precisar. O seu ciclo de relações é também uma rede de apoio muito importante para os dias ruins, não tenha medo de acioná-los quando preciso.

Dica bônus: procure um psicólogo!

Apesar de algumas pessoas enxergarem a terapia como algo longe da própria realidade, é importante destacar que absolutamente todas as pessoas precisam do tratamento. Estando bem ou não, frequentar um psicólogo é essencial para lidar com as questões do dia a dia. E principalmente quando você sentir que nada mais funciona ou que tudo está muito mais difícil do que você consegue enfrentar, está mais do que na hora de iniciar a sua terapia. Procure ajuda profissional! Essa pequena atitude pode fazer toda diferença na sua vida.

Ver mais:

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram