Fique Diva - Meu cabelo cresce de forma assimétrica, qual é o motivo? Descubra as causas e o que fazer para igualar o comprimento

25/05/2018 / Publicado por Vitória Quirino

Meu cabelo cresce de forma assimétrica, qual é o motivo? Descubra as causas e o que fazer para igualar o comprimento

É possível melhorar a aparência dos fios que crescem de forma assimétrica

É possível melhorar a aparência dos fios que crescem de forma assimétrica

Os fios podem crescer em tamanhos diferentes pela forma que os tratamentos são feitos

Os fios podem crescer em tamanhos diferentes pela forma que os tratamentos são feitos

Quem passa pela transição capilar percebe com mais clareza a diferença no tamanho irregular das madeixas

Quem passa pela transição capilar percebe com mais clareza a diferença no tamanho irregular das madeixas

Os procedimentos químicos podem influenciar no crescimento assimétrico dos cabelos

Os procedimentos químicos podem influenciar no crescimento assimétrico dos cabelos

Ter o cabelo comprido não é uma tarefa simples e pode ser um pouco mais complicado para as meninas que sofrem com o crescimento capilar assimétrico. É isso mesmo, diva! É possível que os fios apresentem um tamanho maior em algumas áreas do que em outras. Afinal, quem nunca percebeu que o cabelo cresce mais na parte de baixo do que no topo da cabeça, ou vice-versa? Se você se identificou com o tema, acompanhe algumas dicas e entenda o motivo da assimetria das madeixas.

Dar mais atenção para uma parte dos fios pode gerar a assimetria

A ordem que você segue para aplicar os produtos nos fios influencia na simetria e no formato das madeixas. E essa dica vale mais para quem tem o cabelo muito grande ou bem volumoso. Nesses casos, geralmente é normal sentir um pouco mais de cansaço no fim dos tratamentos e finalizações. Com isso, uma parte dos seus fios acaba recebendo mais atenção e cuidado do que outras.

Para evitar que esse problema gere a assimetria, procure alternar a sequência de aplicação de produtos nas mechas. Se você costuma começar pela nuca, por exemplo, teste fazer o caminho contrário por alguns dias.

Os procedimentos químicos podem alterar a rotina de crescimento

Outro fator que contribui para a assimetria é o uso constante de procedimentos químicos. O processo de alterar a cor ou a curvatura dos fios também interfere no funcionamento do bulbo capilar.

É comum que, no momento de aplicação da química, a parte da frente do cabelo receba o produto de forma mais caprichada. E a consequência dessa atitude no crescimento fica mais evidente por quem decide passar pela transição capilar. Algumas meninas que abandonam a química depois de muito tempo percebem rapidamente que os fios crescem de forma mais irregular no topo da cabeça.

Aposte na massagem com óleos para igualar o comprimento

Se você sofre com o crescimento assimétrico, estimular o couro cabeludo com massagens de óleo vegetal podem te ajudar. Se quiser um resultado ainda mais eficaz, uma boa dica é esquentar o produto um pouquinho para intensificar o tratamento. Só tem que tomar cuidado com a temperatura! O ideal é que o seu óleo fique morno e não quente.

Para fazer a técnica, basta aplicar o óleo vegetal de sua preferência, com as pontas dos dedos, na raiz do seu cabelo em movimentos circulares. Repita o processo por toda cabeça durante 5 minutos, dando maior atenção para as áreas em que os fios são menores.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram