Fique Diva - Transição capilar na adolescência: dicas para lidar com o período na escola

01/02/2018 / Publicado por Vitória Quirino

Transição capilar na adolescência: dicas para lidar com o período na escola

Passar pela transição capilar durante a adolescência exige muita coragem

Passar pela transição capilar durante a adolescência exige muita coragem

Uma das partes mais difíceis da transição capilar é se acostumar com as mudanças no cabelo

Uma das partes mais difíceis da transição capilar é se acostumar com as mudanças no cabelo

A reação dos amigos na escola é uma das questões que influenciam o processo de transição capilar na adolescência

A reação dos amigos na escola é uma das questões que influenciam o processo de transição capilar na adolescência

Ter uma amiga que já passou ou está passando pela transição capilar é ideal

Ter uma amiga que já passou ou está passando pela transição capilar é ideal

Não se importe com as críticas no período de transição capilar

Não se importe com as críticas no período de transição capilar

Os comentários negativos não vão fazer diferença quando a sua transição capilar acabar

Os comentários negativos não vão fazer diferença quando a sua transição capilar acabar

Faça as mudanças mais drásticas nas férias, assim você terá tempo de se acostumar e fortalecer a sua autoestima

Faça as mudanças mais drásticas nas férias, assim você terá tempo de se acostumar e fortalecer a sua autoestima

No fim da transição capilar, um cabelo lindo te espera

No fim da transição capilar, um cabelo lindo te espera

Passar pela transição capilar é um processo de mudanças, que acontecem de dentro para fora. Não existem dúvidas de que lidar com as duas texturas é muito difícil e, acima de tudo, exige muita coragem para encarar todos os julgamentos e críticas. E imagina fazer tudo isso na adolescência? As questões que aparecem durante a transição são totalmente diferentes para quem está nessa fase da vida, já que o ambiente escolar é onde passamos a maior parte do tempo durante o crescimento. Por isso, o Fique Diva separou algumas dicas para lidar com a transição capilar na adolescência. Vem conferir!

Aproveite as férias na escola para fazer as mudanças mais radicais

Uma das partes mais difíceis da transição capilar é se acostumar com as mudanças, seja um corte, uma texturização e até mesmo quando o cabelo cresce e você tem que lidar com as temidas duas texturas. E a melhor dica para tirar isso de letra é fazer as transformações mais radicais, como os cortes, Big Chop ou box braids, durante as férias. Assim, você terá tempo para aprender a cuidar do novo visual, vai conseguir se sentir mais bonita e estará preparada para receber qualquer crítica sem abalar demais a sua autoestima.

Se aproxime de meninas que já passaram ou que estejam passando pela transição capilar

O movimento de aceitação aos fios naturais ganhou grande alcance e influenciou muitas pessoas. Então é capaz de que alguém da sua escola, ou até mesmo do seu círculo de amizades, tenha passado ou esteja passando pela transição capilar. Se aproximar dessas meninas vai ser ótimo para ter alguém que realmente entenda o que você está vivenciando. Vocês também podem trocar dicas de tratamentos e jeitos de arrumar o cabelo.

Caso não tenha interesse em fazer a nova amizade, pelo menos dê forças para a outra! Faça um elogio e repreenda alguém que estiver falando mal do cabelo de outra menina em transição capilar. O movimento de aceitação dos cabelos é também uma rede de apoio, então ajude outras colegas, que uma hora essa ação vai refletir e gerar bons frutos para você.

Ignore as críticas de quem quiser te colocar para baixo

Infelizmente, as pessoas vão falar. Isso é um fato e acontece com toda mulher que passa pela transição, seja adulta, adolescente ou criança. O misto de preconceito com racismo que gera esse tipo de comentário pode ser suficiente para acabar com o nosso dia. Então, ignore e não leve em consideração quem só quer te ver triste.

Comentários como “eu preferia seu cabelo liso” ou “nossa porque você cortou o cabelo? Antes era melhor”, não servem para te ajudar e não são um toque ou uma dica de amiga. Quem for seu amigo de verdade vai querer te ver feliz independentemente de como o seu cabelo esteja. Caso as críticas venham em forma de bullying, procure a ajuda dos seus familiares, professores ou dos diretores da sua escola.

Não se apegue a como era o seu cabelo quando criança

É claro que sempre existe uma expectativa de como o cabelo vai ficar no fim da transição capilar, mas tome bastante cuidado com as comparações. Não espere que seus fios fiquem iguais aos de uma amiga ou blogueira que você admira. Outra comparação que pode ser perigosa é achar que as suas madeixas vão ficar iguais ao que eram na infância. É capaz que a sua curvatura mude com a puberdade, portanto não idealize demais como vai ser o resultado. Só tenha em mente que no final da transição capilar, um cabelo lindo te espera.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram