facebook instagram twitter youtube
Transição capilar

Transição capilar: o que é, quanto tempo dura, como fazer... Saiba tudo sobre o período de transformação para ter os cachos de volta

Você já notou que os cabelos black power e cacheados têm se destacado cada vez mais por aí? Depois do boom de alisamentos definitivos e progressivos que surgiram nos anos 2000, as donas de fios alisados começaram a se questionar: “Será que eu aliso meu cabelo para ter mais facilidade ou para me incluir em um grupo que é imposto pela sociedade?”. Se você prefere o visual liso, tudo bem, não há problema nenhum nisso. Mas se você passou a fazer isso para se enquadrar em algum padrão, precisamos rever se isso realmente a faz feliz.

A partir disso, surgiu um movimento de libertação da raiz natural, onde muitas mulheres começaram a deixar as químicas alisantes e recuperar a autoestima - e seus fios naturais! Se você está a fim de entrar nessa onda boa e abolir de vez os alisamentos, nós temos algumas coisas para te ensinar antes de começar a transição capilar. Confira!

O que é a transição capilar?

A primeira dúvida que nos vem à cabeça é: o que realmente é a tal transição capilar? Nada mais é do que o processo que seu cabelo dá tchau para a química até crescer totalmente e chegar ao natural. Vale lembrar que, acima de tudo, a transição também é uma forma de aceitação do seu fio. Se você fazia relaxamento, permanente, escova progressiva ou qualquer outro tipo de alisamento químico ou mecânico e agora decidiu parar, pois bem, isso significa que você está em transição.

Quanto tempo dura a transição capilar?

Não existe um tempo certo. Tudo vai depender do ritmo de crescimento dos seus fios, da química que você utilizava - se era forte ou fraca, o que pode influenciar na recuperação das madeixas. Mas a partir do momento em que você decide fazer essa mudança em sua vida, já podemos contar como período de transição. Algumas meninas levam poucos meses porque acabam optando por cortar toda a química com o Big Chop (grande corte, em português), outras preferem esperar a raiz crescer e ir cortando aos poucos.

O que é o Big Chop? É obrigatório fazer?

O Big Chop é uma opção imediata para quem não quer esperar o novo cabelo crescer, mas não é obrigatório durante a transformação. Ao invés de ir cortando as partes com química aos poucos, conforme o crescimento da raiz, a proposta do BC é retirar todo o alisamento de uma única vez, por isso, pode ser feito em poucos meses de transição ou quando a raiz natural estiver na metade da madeixa. Quem optar pelo grande corte precisa estar pronta para exibir um novo visual com fios bem curtinhos.

Tenho dificuldades para cachear a parte indefinida (ainda com química). O que faço?

Passar pela transição capilar para recuperar seus cachos naturais não é uma tarefa fácil, principalmente para quem estava acostumada com a facilidade que os alisamentos proporcionam. Mas é preciso ter paciência e descobrir qual é a forma mais adequada de lidar com a parte indefinida do seu cabelo entre tantas opções. Dá uma olhada nessa lista para te ajudar:

- Você pode fazer chapinha enquanto espera o cabelo crescer. Não esqueça de redobrar os cuidados, usar um protetor térmico e aumentar a frequência das hidratações.

- Existe diversas técnicas de texturização que ajudam a cachear o cabelo, como a twist, plopping, bobes, coquinhos, entre outras.

- Se você vai sair, recorra ao babyliss para cachear a parte que está te dando mais trabalho. Lembre-se de proteger os fios com um leave-in termoativado ou creme para escova e só usar a ferramenta quando o cabelo estiver totalmente seco.

- Penteados diversos também ajudam a aguentar o período de transição. Aposte na sua criatividade e prenda as madeixas de diferentes formas.

- Para tornar parte desse período menos trabalhoso e doloroso, uma das alternativas é usar as famosas box braids (ou trança nagô). Elas são feitas com material sintético, não pesam e nem estragam os fios e ainda garantem um visual megaestiloso.

O que é cronograma capilar? Preciso fazer durante a transição?

O cronograma capilar é uma forma de cuidarmos do cabelo no geral, estando em transição ou não, e seguindo os três principais tratamentos que ele precisa: nutrição, reconstrução e hidratação. Uma das principais reclamações de quem está passando pela transição capilar é a quebra capilar e existe uma razão para isso: o fio que está crescendo é forte, enquanto aquele que está alisado é frágil e o ponto de encontro entre essas duas texturas é uma região ainda mais fraquinha. É geralmente nessa área que a madeixa se parta quando alguém passa um pente ou até mesmo os dedos, então é preciso tratar antes que o cabelo não ganhe um visual cheio de fios partidos.

A reconstrução fortalece o fio para evitar a quebra e pode ser feita com máscaras que tragam esse nome no rótulo, mas quem quiser um efeito ainda mais potente deve apostar na queratina líquida. O produto é aplicado diretamente nos fios gerando uma poderosa carga de proteínas sobre eles.

Os outros dois passos do cronograma capilar, que são nutrição e hidratação, caminham na mesma direção: deixar os fios mais saudáveis e bonitos. São máscaras que vão preparar o cabelo que está crescendo para estar saudável na época do Big Chop, mas que também vão ajudar com resultados imediatos, amenizando a aparência da briga entre a textura lisa e a cacheada. As máscaras dos dois tratamentos são facilmente encontradas nas farmácias e mercados, mas, para uma nutrição mais profunda, você também pode recorrer aos óleos vegetais, que são mais puros e podem ser misturados no creme ou aplicados diretamente nos fios.

Mais matérias : Transição capilar

Cachos Hidratados
Possui fórmula exclusiva com ação controladora de volume que fortalece a estrutura capilar, proporcionando sedosidade e brilho intenso aos cabelos.

Últimas matérias

4 dicas para fazer a maquiagem durar mais na pele oleosa

Temas relacionados