Fique Diva - Cabelo crespo e mercado de trabalho: confira 4 dicas para assumir os seus fios e encarar o preconceito

10/07/2017 / Publicado por Marina Couto

Cabelo crespo e mercado de trabalho: confira 4 dicas para assumir os seus fios e encarar o preconceito

Ainda existe preconceito no mercado de trabalho com os cabelos crespos e afros

Ainda existe preconceito no mercado de trabalho com os cabelos crespos e afros

Caso você sinta vontade de alisar o cabelo crespo, não tem problema, desde que seja uma escolha sua

Caso você sinta vontade de alisar o cabelo crespo, não tem problema, desde que seja uma escolha sua

É importante saber todas as regras da empresa, pois algumas delas estão ligadas à segurança e à higiene, sem discriminação

É importante saber todas as regras da empresa, pois algumas delas estão ligadas à segurança e à higiene, sem discriminação

O fato de você usar turbante, tranças sintéticas ou black power não faz de você uma profissional menos qualificada

O fato de você usar turbante, tranças sintéticas ou black power não faz de você uma profissional menos qualificada

A transição capilar e a autoaceitação mexe muito com a autoestima das mulheres que decidiram assumir seus cabelos naturais

A transição capilar e a autoaceitação mexe muito com a autoestima das mulheres que decidiram assumir seus cabelos naturais

Se no seu local de trabalho o seu cabelo não é bem aceito ou as opiniões dos outros estão te afetando, avalie se ali é mesmo o lugar que você quer ficar

Se no seu local de trabalho o seu cabelo não é bem aceito ou as opiniões dos outros estão te afetando, avalie se ali é mesmo o lugar que você quer ficar

Muitas mulheres estão abandonando a química e assumindo os seus cabelos naturais. Esse movimento de autoaceitação dos cachos é lindo, mas infelizmente ele ainda esbarra no preconceito de uma parte da sociedade. Um exemplo disso é a dificuldade de entrar no mercado de trabalho quando se tem black power ou se usa penteados e acessórios próprios da cultura negra. Se esse é o seu caso, confira algumas dicas para driblar essas atitudes preconceituosas!

1 - Cada cabelo é de um jeito, não adianta forçar a barra

Não adianta tratar o cabelo crespo e cacheado do mesmo jeito que se trata o liso. E a explicação é óbvia: eles têm formatos e texturas diferentes. Por isso, cuidar do seus fios para que eles fiquem fortes, bonitos e saudáveis sem perder a essência é fundamental. No entanto, também não há problema nenhum se estiver a fim de mudar, alisando as madeixas ou fazendo permanentes - desde que essa seja uma escolha sua, combinado?

2 - Dependendo do trabalho, as regras podem ser mais restritivas. Procure saber!

Sabemos que ainda existe muito preconceito por aí sim, mas, por outro lado, sabemos também que, dependendo do seu local de trabalho, existem regras mais rígidas que precisam ser respeitadas. Seja qual for o seu tipo de cabelo, às vezes ele precisa ficar preso ou coberto para que a tarefa seja executada com segurança ou ainda os acessórios são proibidos por uma questão de saúde e higiene. Fique atenta!

3 - O seu cabelo não define o seu jeito de trabalhar

No caso de empresas mais liberais, em que não há regras tão rígidas em relação à vestimenta, o espaço fica mais aberto à diversidade. No entanto, mesmo com toda a liberdade de expressão a que temos direito, ainda existem “olhares tortos” para os cabelos afros, tranças sintéticas, turbantes ou outros acessórios da cultura negra. Independentemente do jeito que você se veste ou ajeita os fios, não é isso que define o seu profissionalismo e a sua dedicação ao trabalho. Sua competência é mostrada na prática.

4 - Nunca deixe que diminuam a sua autoestima e o seu amor-próprio

A atitude de assumir os cabelos naturais está, muitas vezes, ligada ao fato de valorizar as suas raízes e de redescobrir a própria identidade. Esse processo mexe muito com a autoestima e o amor-próprio da mulher, até que ela se sinta confiante o suficiente para não ter medo de ousar e de usar aquilo que tiver vontade. Por isso, não deixe que as opiniões do outros abalem o seu brilho. Se essas opiniões maldosas estão muito presentes no seu ambiente de trabalho e estão te incomodando, veja se é ali mesmo que você pretende ficar.

Mais Matérias:

Mais Matérias

Espaço Diva

Fique ainda mais diva usando a hashtag #fiquedivacomniely no Instagram